Sistemas de Alarme

Botões de Pânico

sistema-alarmeOs alarmes funcionam de diversas formas. Podem transmitir os sinais via linha telefônica, GPRS, Internet. É extremamente recomendável que haja, pelo menos, duas vias de transmissão.

Os sistemas de alarmes são compostos por diversos tipos de sensores. O mais comum é o sensor infravermelho passivo, que é o sensor mais utilizado em ambientes internos.

botao-panicoPermite que o usuário consiga acionar a central de monitoramento (apoio externo) de forma silenciosa, em situações de risco eminente.

CERCAS ELETRIFICADAS

KIT DIGITAL DVR

cerca-eletricaA melhor relação custo-benefício para proteção perimetral contra indesejáveis invasões. É na verdade um sistema de alarme de alto efeito psicológico, formado por fios de aço energizados com altíssima tensão elétrica (entre 8 mil e 15 mil Volts ajustáveis conforme desejado).

Por utilizar alta voltagem, mas baixa amperagem, não apresenta nenhum perigo à vida, apenas repele de maneira agressiva o invasor mal intencionado.

kit-dvrSistema inovador, 100% digital, composto por Gravador Digital de Imagens (DVR), câmeras, microfones e software para gerenciamento dos dados. Indicado para monitoramento de residências, empresas e condomínios.

Dispensa a aquisição de microcomputadores para gerenciamento dos dados.

ROBUSTO/COMPACTO/SIMPLES DE OPERAR/MELHOR CUSTO-BENEFÍCIO DO MERCADO

COMO FUNCIONA

O DVR (sistema de captura) pode ser acondicionado dentro de caixa metálica, para proteção, ou até mesmo dentro de armários ou gavetas de móveis.

As câmeras (até quatro) e microfones (até dois) são estrategicamente posicionados, visando monitorar todos os pontos vulneráveis.

O sistema é de fácil manuseio: através de cabo USB, o DVR – que é facilmente desconectado de sua caixa/suporte – pode ser conectado a um computador ou notebook, permitindo assim descarregar todas informações coletadas. Pode ainda ser conectado diretamente a uma TV, utilizando o próprio sistema para acessar e gerenciar os dados, pois possui software interno e todos os comandos de vídeo (rew, play, pause, stop, ff, rec), podendo gravar até quinze dias de dados (imagem e áudio), ou seja, 360 horas ininterruptas – dependendo do tamanho do HD e programação de gravação escolhidas.

CIRCUITO FECHADO DE TV (CFTV)

circuito-fechadoSistema de televisão que distribui sinais provenientes de câmeras localizadas em locais específicos, para um ou mais pontos de visualização. Indicado para a segurança patrimonial, controle de produtividade de funcionários, controle de tráfego, controle de acesso, entre outras aplicações.

IMPORTANTE

As imagens são gravadas registrando data e horário (hora, minuto e segundo), o que possibilita uma análise precisa dos eventos. Por ser um sistema digital, a pesquisa das imagens, depois de gravadas, permite fácil acesso, com busca em diversas velocidades e opção para salvar o arquivo em DVD, SD ou outra mídia em arquivos de imagem – foto (extensão jpg) ou de vídeo (extensão avi).

FUNCIONA COMO MEDIDA DE SEGURAÇA E TAMBÉM COMO PROVA EFICAZ EM CASOS DE AÇÕES TRABALHISTAS, PEDIDOS DE INDENIZAÇÃO, CONTROLE DE LOGÍSTICA, EVASÃO DE RENDA, ENTRE OUTROS.

APLICAÇÕES PRÁTICAS

Condomínios

Câmeras monitorando (uma) a entrada de pedestres; (duas) cada portão de garagem; (uma) hall de entrada dos elevadores e/ou guarita. Microfone(s) instalado(s) na guarita. Como o DVR possui saída analógica para monitores (TV comum), pode ser ligado ao sistema de TV a cabo do condomínio, permitindo aos condôminos – que optarem por este serviço – visualizem em seus televisores as imagens geradas pelo sistema.

Residências

Câmeras monitorando (uma) o portão de entrada externo, posicionada sobre o muro; (uma) a garagem e (duas) o quintal. Ou posicionados, câmeras e microfones, de acordo com a necessidade particular de cada cliente; em áreas INTERNAS, visando monitorar funcionários como babás, domésticos, etc; ou EXTERNAS, como entrada, garagens, quintal, etc. As imagens podem ser visualizadas em tempo real, na própria TV da residência, aumentando assim a segurança no caso de visitas, vendedores autônomos, tentativas de assaltos, etc.

Empresas

Câmeras monitorando (uma) caixa – posicionada de forma a registrar o comprador no ato do pagamento – (uma) estoque, (uma) área livre da loja e (uma) entrada. Microfones instalados a fim de monitorar o tratamento dispensado pelos funcionários aos clientes. Ideal para pequenos comércios como casas lotéricas, lojas de conveniências, postos de gasolina, lan houses, video locadoras, restaurantes, sorveterias, lojas de roupas, etc.